Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Federal  

Greve terá ‘twitaço’ no fim de semana, reforço nos piquetes e novo ato na 5ª (27)

21/02/2014

Servidores em greve protestam nesta sexta-feira (21), no ato que saiu do Hospital de Ipanema
foto: Fernando França

Da Redação do Sindsprev-RJ
Por Hélcio Duarte Filho

Reunião do Comando de Greve dos servidores da rede hospitalar federal no Rio, realizada no final da tarde desta sexta-feira (21), no auditório do Sindsprev-RJ, definiu como prioridade para semana que vem o fortalecimento da paralisação nos locais de trabalho. Os piquetes de convencimento e de triagem nas entradas dos hospitais será reforçado.

mais sobre o assunto
Nota do Comando de Greve: Fortalecer a greve na Saúde Federal no Rio - ver
Saúde federal para Ipanema pelas 30h e contra privatização de hospitais - ver
Greve percorre ruas do Centro e pede apoio à população: "Vem pra rua vem. Pela saúde!" - ver
Veja vídeo da passeata da saúde federal em greve em Laranjeiras - ver

A reunião com representantes de todos os oito hospitais federais em greve e do Núcleo do Ministério da Saúde no Rio (Nerj) aprovou ainda a realização de um ‘twitaço’ na internet neste sábado (22), em apoio à greve, e de nova manifestação conjunta na quinta-feira que vem, dia 27 de fevereiro.

A ideia do ‘twitaço’ é replicar nas redes sociais da internet a nota aprovada pelo Comando de Greve que defende o fortalecimento da paralisação e reafirma que todas as decisões do movimento são definidas nas reuniões do comando e assembleias. A nota critica ainda a tentativa de certos sindicato de categorias negociarem sem consultar os servidores. O chamado será postada algumas vezes neste sábado na página do Sindsprev no Facebook para que seja compartilhada a nota – o link também poderá ser replicado pelo Twitter e outras redes sociais.
 
A próxima reunião de negociação com o governo está prevista para ocorrer na quinta-feira, dia 27 de fevereiro, em horário ainda não definido. Neste dia, a categoria vai se reunir em frente à sede do sindicato (rua Joaquim Silva, 98, na Lapa), a partir das 9 horas da manhã. De lá, pretendem sair em passeata pelas ruas do Centro até a coordenação do ministério no Rio, na rua México 128, próximo à Cinelândia.

O Ministério da Saúde disse que enviará representantes de Brasília para participar da reunião de negociação. Os servidores pressionam para que o governo avance na contraproposta apresentada, que, na avaliação da categoria, ainda não assegura a jornada de 30 horas semanais para todos – há 30 anos os trabalhadores do setor fazem 30 horas por semana, mas desde o início de fevereiro o ministério tenta impor um ponto eletrônico que cobra 40 horas de frequência.

Os trabalhadores também associam estas medidas ao processo de privatização dos hospitais, que seriam entregues a Ebserh, empresa de direito privado criada pelo governo para administrar unidades hospitalares do SUS.

Nesta sexta-feira (21), os servidores promoveram novo protesto, desta vez na Zona Sul. Eles saíram pela manhã do Hospital Federal de Ipanema, percorreram algumas ruas do bairro e interromperam o trânsito na av. Visconde de Pirajá. 

Estão em greve os servidores de oito hospitais federais: Into, Cardoso Fontes, Andaraí, Bonsucesso, HFSE, Instituto Nacional de Cardiologia, Hospital de Ipanema e Hospital da Lagoa, além dos servidores do Núcleo do Ministério da Saúde no Rio (Nerj), que estão aderindo ao movimento.


Representantes de todods os locais de trabalho, na reunião do Comando de Greve na sexta-feira (21)

 

 






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec