Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Federal  

Servidores do Inca fazem ‘abraço’ ao Instituto no próximo sábado, 27/06

23/06/2015

Ao lado, cartaz de divulgação do ato público do próximo sábado, 27/06, no Inca da Cruz Vermelha
Arte: Virginia Aôr

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por André Pelliccione

Servidores do Instituto Nacional do Câncer (Inca), na Cruz Vermelha, fazem um ‘abraço simbólico’ ao Instituto no próximo sábado, 27/06, a partir das 10h. O objetivo da manifestação é preparar os servidores para as mobilizações dos servidores federais, que têm uma greve indicada para o dia 7 de julho, protestar contra as precárias condições de trabalho e atendimento, contra as tentativas do governo de privatizar a instituição e em defesa da jornada semanal de 30h. Com o mote 'o câncer mata, o Inca também', o ato também quer reunir familiares de pacientes em defesa de um Inca 100% público.

No último dia 15/06, o novo diretor-geral do Inca, Paulo Eduardo Xavier de Mendonça, não compareceu a audiência pública convocada pela Comissão de Trabalho da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Por meio de ofício, comunicou ao presidente da comissão, deputado Paulo Ramos (Psol), que não compareceria por ter assumido o cargo há pouco tempo e não ter condições de dar as respostas às perguntas que naturalmente seriam feitas. “Estamos em fase de mapeamento das necessidades institucionais”, assinalou na nota.

Uma das principais críticas feitas pelos servidores é quanto à falta de pessoal no Inca, calculada em mais de três mil vagas em nível nacional, além do sucateamento geral do Instituto, onde faltam insumos e materiais básicos para o atendimento aos pacientes.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec