Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Estadual  

Pressão de servidores e Sindsprev/RJ garante reinauguração de creche no Hospital Carlos Chagas

11/08/2014

Dirigentes da Associação de Funcionários do Carlos Chagas e do Sindsprev/RJ conversam com a deputada Rejane, durante a inauguração da creche
Foto: Niko

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por Olyntho Contente

A creche do Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes, foi reinaugurada na manhã desta segunda-feira (11/08). “Lutamos muito pela reabertura e conseguimos. Depois de uma reforma que durou três meses, agora os servidores estatutários e terceirizados que trabalham no hospital vão voltar a ter onde deixar seus filhos de até 4 anos para trabalhar com tranquilidade”, comemorou a diretora do Sindsprev/RJ e presidente da Associação dos Funcionários do Carlos Chagas, Rosimeri Paiva.

A sindicalista lembrou que, infelizmente, a creche é a única da rede estadual de saúde e defendeu que os funcionários das demais unidades comecem uma luta para terem também a sua. Rosi lembrou que foi uma luta de mais de cinco anos para manter a creche aberta. A associação de funcionários e a direção da unidade participam da administração. A administradora da creche, Elenice Silveira da Silva, explicou que existe uma parceria com as escolas que fazem doações em troca da formação de estudantes de nível técnico na própria creche.

A deputada enfermeira Rejane (PCdoB) participou da reinauguração. Disse que o direito à creche é previsto na Constituição e em lei, mas que a sociedade tem que exigir que ela seja cumprida. A creche foi fundada em 1988, não por acaso, ano em que a Constituição Federal foi homologada.

Emoção

A servidora Guaraciara Pereira da Paixão, trabalhando na creche desde a sua fundação, estava emocionada. “Este é um momento de muita felicidade. A creche é muito importante para os pais e as crianças. Sempre trabalhei com crianças. Fui criada pela minha avó, venho de colégio interno. Criei muito filho de madame, sempre com muito carinho. Vim trabalhar aqui em 1988. Gosto muito do que faço. Se a creche acabasse, não aguentaria, pediria pra me aposentar”, disse, emocionada.

Outras servidoras, entre elas Neide de Moura, Elizete de Araújo e Raquel Soares, os advogados Antônio Lira e Suelen Santos, do Jurídico da creche, estiveram presentes à solenidade, muito concorrida.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec