Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Estadual  

Protesto na Alerj pressiona por PCCS e negociação na Saúde Estadual; novo ato nesta 6ª (3)

30/06/2015

Ato-assembleia em frente a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro
Foto: Fernando França

Redação do Sindsprev-RJ
Por Hélcio Duarte Filho

Os servidores da saúde estadual fizeram ato-assembleia em frente a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), no centro da cidade, para reivindicar o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS). Durante a manifestação, deputados que chegavam à assembleia foram abordados pelos servidores, que cobraram atuação a favor do cumprimento do acordo firmado ao término da greve do ano passado, quando o governo do estado se comprometeu a enviar uma proposta de PCCS ao legislativo em até 12 meses.

A pressão da categoria fez com que o líder do governo na Alerj, deputado Edson Albertassi (PMDB), recebesse uma comissão formada por onze servidores – entre eles dirigentes do Sindsprev-RJ, e assumisse o compromisso de ajudar a intermediar as negociações entre as representações sindicais dos servidores e o governo, que, na prática, nem sequer foram iniciadas. “Não falo pelo governo, mas posso ajudar na interlocução”, disse o parlamentar, que se comprometeu a agendar uma reunião com o governador Luiz Fernando Pezão (PMDB).

O ato realizado na Alerj fora definido na assembleia anterior, ocorrida no largo do Machado, quando os servidores aprovaram ainda indicativo de greve caso o projeto não seja encaminhado – a questão do indicativo ficou para ser novamente avaliada na próxima assembleia, que ocorrerá no dia 8 de julho, às 14 horas na sede do Sindsprev (rua Joaquim Silva, 98-A, na Lapa). Neste mesmo dia ficou acertado, a partir da pressão sobre os deputados, que o presidente da Alerj, Jorge Picciane (PMDB), receberá os servidores e o sindicato a partir das 10 horas. A ideia é que a categoria compareça à Assembleia Legislativa nesta data e hora, para uma nova manifestação no local.

Antes disso, porém, na próxima sexta-feira, dia 3 de julho, quem receberá o sindicato e os servidores será o secretário de Saúde, Felipe Peixoto, às 13 horas, no seu gabinete na Secretaria de Saúde, na av. Graça Aranha 182. Neste dia também haverá concentração para ato público no local a essa hora. A avaliação consensual na assembleia e ao término das atividades realizadas na terça-feira (30) é de que só a mobilização da categoria e uma maior participação poderá fazer o PCCS virar realidade. Os desdobramentos do ato na Alerj, avaliaram os servidores, reforçam essa avaliação.

*Em breve, mais da cobertura do ato na Alerj e da reunião com o líder do governo.

Ato-assembléia na Alerj pelo PCCS da saúde estadual (30/06/2015) - Foto: Fernando França






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec