Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Estadual  

Ato no Azevedo Lima faz enterro simbólico de Dornelles

30/06/2016

Servidores do Azevedo Lima durante protesto contra as políticas de sucateamento da saúde implementadas pelo governo estadual
Foto: Mayara Alves

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por Olyntho Contente

Em greve em função do atraso salarial e do sucateamento e privatização da saúde estadual, os profissionais do Hospital Azevedo Lima fizeram, nesta quinta-feira (30), uma manifestação em frente à unidade, com enterro simbólico do governador interino, Francisco Dornelles. Um caixão com flores foi carregado durante o ato.

Faixas e cartazes lembravam que a situação financeira caótica por que passa o estado não é culpa do escândalo da Petrobras e o desinvestimento que isto gera, mas dos gastos bilionários feitos pelo governo Cabral/Pezão e o dele próprio. Outra faixa do Sindsprev/RJ lembrava que a corrupção é geral, na Petrobras, mas também na saúde, e feita, no setor, principalmente através das organizações sociais (O.S.) às quais o governo do estado tem entregado os hospitais.

Como servidores de outros setores do funcionalismo público estadual, os da saúde também estão em greve. A paralisação vem forçando o governo a negociar, apesar de as negociações serem verdadeiras ‘enrolações’. A diretora do Sindsprev/RJ Mariá Casa Nova citou como exemplo, além dos atrasos nos salários, a não implantação do PCCS e o descumprimento de acordos fechados em 2013, 2014 e 2015. O governo não honrou promessa feita pelo secretário estadual de saúde, Luiz Antônio Teixeira Júnior, de pagamento de um vale-transporte de R$ 90.

A sindicalista denunciou também o comportamento da diretora da O.S. que administra o Azevedo Lima, Gisela Mattos de Miranda. A gestora privada faltou com a palavra, ao proibir a realização de assembléia na unidade, quando, dias antes, havia se comprometido a garantir local para a reunião.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec