Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
DRT  

SRTE-RJ e Sindsprev/RJ preparam comissão tripartite para debater reivindicações dos servidores

21/06/2013

Por André Pelliccione, da Redação do Sindsprev/RJ

Em reunião com representantes do Sindsprev/RJ realizada na quinta-feira 20, o novo titular da Superintendência Regional de Trabalho e Emprego (SRTE) do Rio de Janeiro, Antônio Albuquerque, disse que o órgão escolherá seu representante na ‘Comissão Tripartite’ encarregada de buscar soluções para a precariedade das condições de trabalho e combater o assédio moral. O Sindsprev/RJ vai apresentar ofício à SRTE indicando os nomes de Ronan Santos, Julio Cesar Tavares e Edilson Gonçalves Mariano como representantes do Sindicato na Comissão Tripartite. Os representantes dos servidores serão Luiz Antônio Gonzaga, Jorge Queiroz e Dinorah Ventura.

Antes de concordar com a indicação do representante da SRTE-RJ na Comissão, no entanto, Antônio Albuquerque tentou questionar a ‘representatividade’ do Sindsprev/RJ, no que foi rebatido pelo diretor do Sindicato Edilson Gonçalves Mariano. “É totalmente absurdo questionar a representatividade do Sindsprev/RJ, uma entidade que sempre negociou em nome dos servidores do Ministério do Trabalho e Emprego, como aconteceu na greve de 2010, que na época gerou a portaria do então ministro Carlos Lupi assegurando a jornada de 6h e a proposta de Comissão Tripartite. Recentemente, um representante do Sindsprev/RJ foi recebido pelo atual Ministro do Trabalho, Manoel Dias. Isso é representatividade pra valer”, disse.

Outro questionamento do superintendente foi quanto à existência de assédio moral na SRTE. Segundo Antônio Albuquerque, o problema do assédio praticamente inexiste no órgão, apesar de o servidor Jorge Queiroz, presente à reunião, já ter denunciado perseguição por parte de gestores da SRTE.

Quanto à jornada de 6h do acordo de greve de 2010 — que não vem sendo cumprida em algumas DRTs de municípios fluminenses — o superintendente afirmou que  o assunto só será debatido numa próxima reunião com o Sindsprev/RJ, ainda sem data prevista. O resultado das discussões, segundo Antônio Albuquerque, será então levado ao Ministério, em Brasília, para implementação do venha a ser acordado entre as partes.

A reunião foi encerrada com o titular da SRTE-RJ informando sobre a intenção do Ministério do Trabalho de realizar concurso para abertura de 100 vagas de auditor fiscal e técnico-administrativo.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec