Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Política  

‘Vou brigar pela melhoria da saúde e do serviço público', afirma a deputada eleita Janira

06/10/2010

A deputada eleita Janira, que defende mais investimentos públicos no serviço público
Foto: Fernando França

Por: Redação do Sindsprev/RJ

Eleita deputada estadual pelo PSOL (Partido Socialismo e Liberdade) nas eleições parlamentares do último dia 3 de outubro, a diretora licenciada do Sindsprev/RJ Janira Rocha manifestou o compromisso de fazer do seu mandato instrumento a serviço das lutas em defesa do serviço publico e de seus trabalhadores. Dois dias após a eleição, em 5/10, Janira declarou ao jornal O Globo que ‘pretende brigar pela manutenção e melhoria da saúde pública’. Criticando a utilização de centros sociais para angariar votos, Janira também manifestou a intenção de, durante o mandato, lutar pela criação de projetos que ofereçam alternativas de auto-sustentação aos jovens, sobretudo das favelas e periferias — leia ao final.
Militante do MTL (Movimento Terra Trabalho e Liderdade), Janira tem 48 anos e é servidora do INSS. Sobretudo nos últimos oito anos, liderou as principais greves e mobilizações da categoria, como a que conquistou os 47,11% no INSS e as paralisações nas saúdes federal e estadual, durante a luta pelos planos de carreira dos servidores.
Janira recebeu 6.442 votos e foi eleita com a ajuda dos votos dados à legenda do PSOL e ao deputado Marcelo Freixo, reeleito para mais um mandato na Alerj (Assembleia Legislativa do Estado do Rio).

MTL, auto-sustentação e Sindsprev Comunitário

 Fundado em agosto de 2002 a partir da unificação de três organizações — Movimento de Luta Socialista (MLS); Movimento de Libertação dos Sem-Terra de Luta (MLST de Luta); e Movimento dos Trabalhadores (MT) — o MTL é um movimento autônomo e independente, de massas, socialista e plural, inserido no campo e na cidade, com experiência obtida nas lutas concretas por reforma agrária, moradia, transporte coletivo e educação/saúde públicas e gratuitas, entre outras.
 Na luta pela superação do capitalismo e pela construção de uma outra ordem social, o MTL aposta em projetos comunitários de auto-sustentação que, ao mesmo tempo, são alternativa econômica de sobrevivência e instrumento de educação política da militância e dos trabalhadores, estimulando uma cultura socialista essencial à transformação da sociedade brasileira. São esses os casos da Cootego (Cooperativa do Transporte do Estado de Goiás); da Associação dos Aquicultores de Casimiro de Abreu; da Colônia de Pescadores de Zacarias; e dos assentamentos nas fazendas Tangará e São Domingos, em Minas Gerais, baseados na propriedade coletiva da terra. 
 Nos grandes centros urbanos, o MTL atua nos movimentos social (junto às comunidades carentes e favelas) e sindical. Aprovado durante o Congresso do Sindicato realizado em 2007, o projeto Sindsprev Comunitário é uma dessas frentes de atuação, visando estimular a organização autônoma da população na luta por seus direitos essenciais, como saúde e educação públicas, emprego, saneamento e segurança. Atualmente o Sindsprev Comunitário realiza projetos nas seguintes comunidades: KM 32 da antiga rodovia Rio-S. Paulo (Nova Iguaçu), Favela da Maré, Morro do Estado (Niterói), Vila Aliança (Bangu), Magé, Caxias e São João de Meriti, entre outras.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec