Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Nova manifestação exige soltura imediata de presos políticos e repudia criminalização

22/07/2014

Manifestação dessa terça-feira 22 foi a segunda realizada desde a semana passada para exigir a imediata soltura de todos os presos políticos
Foto: Niko

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por André Pelliccione

A segunda manifestação realizada em uma semana pela imediata soltura dos 23 ativistas presos no Rio aconteceu na noite dessa terça-feira 22, com ativa participação de militantes das organizações que compõem o Comitê Popular Contra o Estado de Exceção. A exemplo da semana passada, os manifestantes se concentraram inicialmente em frente à sede do Tribunal de Justiça (TJ). A diferença foi que, dessa vez, lavaram o chão em frente à entrada do Tribunal com água e sabão, simbolizando a luta contra o que classificaram de injustiça configurada na prisão dos militantes, acusados pelo Ministério Público de ‘promover ações violentas durante protestos’.

Do Tribunal de Justiça, os manifestantes seguiram em passeata pela rua da Assembléia e Av. Rio Branco, chegando à Cinelândia, onde concluíram o ato nas escadarias da Câmara Municipal com palavras de ordem criticando o governo do Estado, a truculência da Polícia Militar e o noticiário tendencioso dos meios de comunicação empresarial, com especial destaque para a Rede Globo de Televisão. 

Com cerca de duas mil páginas, o processo no qual os militantes são acusados só teria sido acessado pelos advogados de defesa na tarde dessa terça-feira, segundo informações preliminares obtidas pelos organizadores da manifestação.
No dia 30 de julho, a partir das 17h, na Candelária, será realizado o grande ato nacional pela soltura de todos os presos políticos do país. A manifestação também está sendo organizada pelo Comitê Popular Contra o Estado de Exceção.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec