Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Geral  

Impactos da reforma da Previdência sobre a população negra são debatidos no Sindsprev-RJ

23/03/2017

Debate no auditório do Sindsprev-RJ, na quarta-feira (22)
Foto: Niko

Da Redação do Sindsprev-RJ
Por Hélcio Duarte Filho

Aconteceu ao final da tarde e primeiras horas da noite da quarta-feira (22) o debate referente ao Dia Internacional Contra a Discriminação Racial, promovido pela Secretaria de Gênero, Raça e Etnia do Sindsprev-RJ, na sede da entidade.

Organizado para abordar o racismo e os impactos da 'reforma' da Previdência sobre a população negra, a roda de conversa percorreu ainda outros temas relacionados ao dia a dia das trabalhadoras e trabalhadores negros no Brasil e fez reflexões sobre a luta contra a discriminação.

O debate foi parte da jornada de lutas ‘21 dias contra o Racismo’, organizada por movimentos negros de todo o país, para denunciar a continuidade da discriminação racial e o racismo institucionalizado. O número de dias (21) foi escolhido em referência ao Massacre de Shaperville, ocorrido em 21 de março de 1960, na África do Sul, quando 69 negros foram mortos e mais de 180 ficaram feridos após serem atacados pela polícia do Apartheid, durante protesto contra a segregação racial naquele país.

A data, 21 de março, é Dia Internacional Contra a Discriminação Racial. Os diretores da Secretaria de Gênero, Raça e Etnia – Lenir Claudino, a Leninha, e Osvaldo Mendes –explicam que a atividade integra uma série de iniciativas voltadas para a mobilização contra a reforma da Previdência e a retiradas de direitos dos trabalhadores, medidas que, avaliam, vão atingir ainda mais duramente a população negra do país.

Na noite em que o evento ocorria no sindicato, em Brasília deputados federais da base governista aprovavam projeto que abre as portas para a terceirização de todos os postos de trabalho e reduz as garantias trabalhistas dos terceirizados. A mudança afetará o conjunto da classe trabalhadora, mas certamente terá ainda mais impacto negativo sobre o povo negro.


Foto: Niko

*Colaborou André Pellicciane, da Redação do Sindsprev-RJ  - (acompanhe, nos próximos dias, mais da cobertura deste evento)






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec