Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
MPS  

'Juntas de Recursos do MPS serão transferidas para novo imóvel até dezembro', diz gerente

18/04/2012

Reunião com Glauco Wamburg (ao fundo, de terno) tratou de temas relacionados às Juntas do MPS e estrutura do prédio da Av. Pedro Lessa
Foto: Fernando França

Por André Pelliccione, da Redação do Sindsprev/RJ

Em reunião com representantes do Sindsprev/RJ e das 10ª, 11ª e 12ª Juntas de Recursos do Ministério da Previdência Social (MPS), realizada nessa terça 17, o titular da Gerência Centro do INSS, Glauco Wamburg, informou que ainda este mês (abril) dará ciência da localização e das características do novo imóvel para o qual serão transferidas as referidas Juntas, bem como a Auditoria, a Corregedoria, Procuradoria e Gabinete da Superintendência do INSS. Atualmente — a exceção da 11ª Junta, localizada no 3º andar da Av. Pedro Lessa 36 — todas as estruturas citadas funcionam no edifício da Av. Almirante Barroso 54, adquirido em 2011 pelo Ministério Público Federal (MPF), que ali vai se instalar após a desocupação por parte do INSS e MPS. 

Segundo Wamburg, o novo imóvel destinado às Juntas do MPS e demais estruturas do INSS será localizado no centro da cidade, em local de fácil acesso. O titular da Gerência Centro estima que a mudança para o novo imóvel deverá ocorrer até dezembro deste ano. Wamburg comprometeu-se a chamar o Sindsprev/RJ e servidores do MPS para conhecerem as futuras instalações tão logo o INSS bata o martelo sobre a escolha do novo imóvel. “Louvo a iniciativa do Sindicato e digo que aqui temos as portas abertas. Nossa filosofia é a de ausência de fronteiras setoriais, buscando uma gestão sem muros. Por isso nossa ideia é transferir as estruturas do Instituto e as Juntas para o mesmo imóvel. Isto vai facilitar e otimizar mais o serviço”, explicou o gerente.

Problemas de logística continuam no MPS

Outros temas tratados na reunião com Glauco Wamburg foram a situação da logística das Juntas do MPS; a instauração da Brigada de Incêndio e o precário  funcionamento dos elevadores da Av. Pedro Lessa, onde só dois dos cinco aparelhos estão em atividade; e a urgência de celeridade dos processos encaminhados pelas Juntas ao INSS.

Na logística, os principais problemas são a falta de materiais básicos (como papel, tonner, funcionamento de fax). Em resposta, Glauco pediu que as Juntas apresentem, mensalmente, uma relação completa das demandas de material, comprometendo-se a atendê-las na medida do possível. “Ninguém pode oferecer o que não tem. Mas garanto que tudo o que nós, do INSS, tivermos, vocês do MPS terão também”, disse.

Quanto à Brigada de Incêndio (até hoje não instalada) e a precariedade dos elevadores, Glauco não apresentou uma solução concreta. “Estamos avaliando a infraestrutura e a segurança do prédio da Pedro Lessa como um todo, incluindo as sugestões trazidas pelo Sindsprev/RJ. No caso dos elevadores, temos que tomar as providências sem paralisar totalmente seu funcionamento, pois é grande a demanda no prédio”, explicou.

Por mais rapidez nos processos das Juntas

Sobre a urgência de mais celeridade (rapidez) nos processos, Glauco anunciou a intenção de uniformizar procedimentos no âmbito da relação entre INSS e Juntas, mas ressalvou que o próprio Ministério Público (MP) considera dever do Instituto orientar os segurados a ingressarem com recursos em defesa de seus direitos. Em resposta às reclamações dos representantes das Juntas do MPS, de que o INSS estaria entrando com recursos para até mesmo rediscutir o mérito das decisões, Glauco disse que nem sempre essas decisões das Juntas são de fácil entendimento por parte do Instituto. Com o objetivo de uniformizar procedimentos, Glauco convidará os representantes das Juntas do MPS para uma reunião com as chefias de benefícios do INSS, a ser agenda brevemente.

O diretor da Regional Centro do Sindsprev/RJ e servidor do MPS, Edilson ‘Mariano’ Gonçalves, considerou positiva a reunião com o titular da Gerência Executiva Centro. “Foi uma reunião que deu continuidade ao bom diálogo que estabelecemos neste momento. O edifício da Pedro Lessa ainda tem muitas carências, mas foi a pressão do Sindsprev/RJ que levou o INSS a iniciar as obras de reforma do imóvel”.

Pelo INSS, além de Glauco Wamburg, participaram da reunião os diretores das divisões de administração e de benefícios. Pelo MPS, as representantes da 11ª Junta, Moema Passos Lôbo; da 12ª Junta, Maria da Graça; e a secretária das Juntas, Cláudia Calumby.



Audiência Gerente Geral Centro INSS

- Foto: Fernando de França



     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec