Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
INSS  

Servidores do INSS vão em caravana a Brasília e fazem assembleia na sexta-feira (21/08)

17/08/2015

 

Reunião do Comando de Greve realizada nesta segunda-feira 17, no Sindsprev/RJ, quando foi reafirmada a necessidade de fortalecer a paralisação em todo o Estado
Foto: Niko

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por André Pelliccione

Os servidores do INSS fazem sua próxima assembleia na sexta-feira (21/08), a partir das 14h, no auditório da Gerência Executiva Centro (rua Pedro Lessa 36 – 6º andar), quando vão deliberar sobre os próximos passos da greve e avaliar as atividades da caravana que estará em Brasília de 18 a 20 de agosto, em contato com parlamentares e lideranças políticas do Congresso Nacional. O objetivo da caravana é aumentar a pressão institucional sobre o governo Dilma (PT), no sentido de forçá-lo a negociar e apresentar uma proposta concreta aos servidores em greve.

A exemplo do Rio de Janeiro, outros estados estão enviando caravanas a Brasília, seguindo orientação do Comando Nacional de Greve da Fenasps, que esta semana deve ser recebido, em audiência, pelos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Marcelo Crivella (PRB-RJ) e Jader Barbalho (PMDB-PA), além dos deputados Alessandro Molon (PT-RJ) e Clarissa Garotinho (PR-RJ), entre vários outros que já se comprometeram a intermediar negociações junto ao governo e colocar a greve como tema de pauta no Congresso Nacional.

Na semana passada, o contato mais significativo foi com o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que, após ouvir a exposição de motivos do Comando de Greve da Fenasps, se comprometeu a formar em plenário, nesta terça-feira (18/08), comissão de 5 deputados encarregada de intermediar negociações junto ao governo e acompanhar as que vierem a ocorrer. A audiência com Cunha foi obtida com ajuda do deputado Cabo Daciolo (sem partido), do Rio de Janeiro.

Comandos itinerantes e quintas-feiras de ‘apagão no INSS’

Em reunião ocorrida nesta segunda-feira 17, no Sindsprev/RJ, o Comando Unificado de Greve do INSS e da Saúde Federal reafirmou a prioridade do trabalho feito pelos chamados comandos itinerantes que, desde o início da paralisação, vem percorrendo as principais APS. O trabalho dos comandos itinerantes tem por finalidade fortalecer e consolidar a greve no maior número possível de APS.

Outra prática reafirmada na reunião do Comando foi a de manter as quintas-feiras de ‘apagão’ no INSS, quando não são realizados quaisquer atendimentos, nem mesmo perícias médicas, como forma de fortalecer a greve, que continua crescendo em nível nacional, com adesão de 27 estados, incluindo o Rio de Janeiro, e paralisação de mais de 1.100 APS em todo o país.

Os servidores do INSS em greve lutam por reajuste de 27%, incorporação de 100% da GDASS, 30h para todos, concurso público, condições de trabalho, fim do Reat e da IN 74, entre outros pontos.

 

 

 






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec