Home
|
|
|
|
|

| Saúde Federal | Saúde Estadual | Saúde Municipal | INSS | MPS | Funasa | DRT | PSF ACS ACE | Ações Judiciais | Comunitário | Política | Economia | Cultura | Geral | Galeria de Fotos | Links | Erramos 30/05/2019 15/05/2019 14/05/2019 03/05/2019 10/04/2019
Saúde Municipal  

Servidores denunciam descaso de Crivella com a saúde pública

24/01/2019

Servidores protestam na praça do Largo do Machado, durante manifestação nesta quinta-feira 24
Foto: Niko

Da Redação do Sindsprev/RJ
Por André Pelliccione

Servidores da saúde municipal do Rio protestaram nesta quinta-feira (24/1) contra as demissões impostas pelo prefeito Marcelo Crivella (PRB) no setor. A manifestação aconteceu no Largo do Machado, zona Sul do Rio, onde os trabalhadores ocuparam a praça para mostrar à população um pouco das atividades em saúde que realizam diariamente nas clínicas da família e em outras unidades. Com a presença de equipes multiprofissionais, os servidores ofereceram serviços como medição de pressão arterial e orientações gerais de saúde e higiene. Os trabalhadores também denunciaram o descaso do prefeito Marcelo Crivella (PRB) para com a saúde pública do Rio.

Desde o último dia 15/1, cerca de 482 servidores vinculados ao Programa Estratégia Saúde da Família foram dispensados pelo município, deixando parte expressiva da população do Rio sem cobertura de ações preventivas em saúde pública.

Na chamada ‘reestruturação’ da saúde municipal, a intenção de Crivella é encerrar as atividades de 184 equipes de saúde da família, totalizando 1400 demissões. Entre os profissionais dispensados estão agentes comunitários de saúde (ACS), médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionistas e psicólogos, entre outras especialidades.

Em reação às demissões, médicos, técnicos de enfermagem, psicólogos e nutricionais das clínicas da família já estão em greve e a perspectiva é que os psicólogos também paralisem suas atividades na semana que vem. Os ACS encontram-se em ‘estado de greve’.

A manifestação desta quinta 24 foi organizada pelo 'Movimento Nenhum Serviço de Saúde a Menos', com apoio do Sindsprev/RJ e da CSP Conlutas, além de conselhos profissionais e sindicatos da saúde.






     Voltar

Ir para o topo | Envie esta página para um amigo | © SINDSPREV 2007  |  Desenvolvido por Spacetec